O saldo negativo do empresário Eike Batista foi assunto discutido na Veja desta semana, 13 de agosto. A publicação expõe a dívida do empresário que já esteve entre os mais ricos do mundo. A fortuna dele chegou a somar 34 bilhões de dólares e o classificou como o 8º empresário mais rico do mundo.

Uma fortuna que corresponde a 170 mil casa em condomínios ou 60 mil Ferraris sendo que, se colocadas uma atrás da outra consigo ir à São Paulo, voltar e ir denovo.
Analisando a situação como um todo, o que percebo é que o ditado popular que diz – “A vida é uma obra inacabada”, é muito real.

Acompanhei a ascensão meteórica de Eike que, chegou a dizer que seria o homem mais rico do planeta, e a grande maioria dos investidores acreditaram e investiram, as coisas foram acontecendo, neste caso, não foram acontecendo e enfim, o planejamento não aconteceu como previsto. Assim, os mesmos investidores que aplicaram, retiraram e, de acordo com a Veja, hoje Eike é um homem de 800 milhões de dólares porém com uma dívida de U$1.8 bi. O que lhes dá um saldo negativo de 1 bilhão de dólares.

E agora? A revista finaliza o texto dizendo que se a fortuna encolheu, o otimismo dele continua alto, pois ele alimenta a esperança de reconstruir a carreira profissional.

Tenho percorrido o Brasil todo ministrando palestras e conversado com dezenas empresários pelo mundo a fora, procuro observar bastante o comportamento das pessoas e percebo que todos nós passamos por diversos tipos de crises – emocionais, conjugais, profissionais, financeiras – crises essas que na maioria das vezes nos fazem crescer. Também pude perceber que existem algumas pessoas que se sucumbem as suas crises e que nunca mais conseguem se reerguer, entram em depressão e não encontram mais as forças necessárias para recomeçar.

Chego a pensar que, mais importante que preparar as pessoas para o sucesso e para vencer na vida, é prepará-las para o fracasso, para superar os desafios da vida e para ter fé o suficiente para manter claro a motivação para continuar realizando os objetivos.

Superar fracassos é muito mais difícil que administrar o sucesso, reconquistar é mais difícil que conquistar, reformar é mais difícil que construir.

Eu não sei em que fase da vida você está, só sei que a vida realmente é uma obra inacabada! Já em relação a Eike, se ele fosse uma ação eu compraria.

Anterior artigo Próximo artigo

Deixe um comentário